“A vida é uma viagem, quem viaja vive duas vezes” Oman Kahyymama poeta pérsico do século XII

Sou uma liderança turística, tenho visitado muitos países, nao para me encontrar, mas para aprender a viver.
Por isso, de cada um de essas viagens aprendi algo. Por isso me gosto do meu trabalho, encontro pessoas vindas de países e culturas diversas num dos momentos mais belos e livres das suas vidas…as férias!

Considero-me amiga de vocês em Veneza. Quando vocês vão embora, fico triste, sinto falta de vocês desde o momento mesmo da despedida, mas sei que seguiremos em contacto e que, doravante, os encontrarei de novo, porque os guiei por ruas e praças, não só com o intuito de diverti-los e lhes – ensinar a cidade, mas, sobretudo, para os fazer sentir venezianos…exatamente como queriam no começo!

Falamos de historia da arte, e também de tradição, de vida e de cozinha: Nosso trabalho tem se transformado num intercambio de experiências, o que permite conhecermos melhor, pois entre as pessoas que adoram viajar existe um denominador comum: a vontade de conhecer!

¿Onde nasce a ideia de um amigo em Veneza?

Normalmente, paro a mirar grupos de turistas reunidos em multidões nos locais mais conhecidos da cidade. Passam todos pelas mesmas ruas e as mesmas pontes, tirando os mesmos fotogramas. Mas, quantos lugares maravilhosos perdem só porque ninguém lhes disse que é possível virar uma esquina e não aquela outra, só para percorrer um caminho alternativo?

Quantas vezes fico a lhes mostrar, a estes viajantes, lugares desconhecidos que uns segundos antes tinham passado sem perceber…olhavam para mim sem acreditar, alguns nem confiavam em mim, enquanto outros seguiram-me contentes e eu me divertia observando seus olhos confundidos ao ver algo que sem mim teriam perdido.

Destas situações nasce a ideia de fazer um site totalmente meu, e de o chamar “Um amigo em Veneza”, dedicado só ás pessoas que amam verdadeiramente a cidade e que querem fugir da lotação e os passeios rotineiros.

Vocês tem me dado a motivação, me dizendo “sim Nadia, esta é uma ideia estupenda, ás pessoas vão gostar muito conhecer Veneza como você a mostra. Muitos visitantes tem a ilusão de descobrir o coração da cidade, com seus ângulos mais misteriosos e escondidos. Assim, eu decidi!

Agora espero vocês, poucas pessoas cada vez, porque a quantidade não é sinônimo de qualidade. Revelarei a vocês a Veneza que aparece cada dia aos olhos de uma veneziana, que consegue tirar da sua cidade uma força incrível…Dificilmente pode-se sentir a tristeza percorrendo Veneza!

Até mais amigos, aguardo vocés!

Beijos,

Nadia, your Friend in Venice