Entre um filme e o seguinte, a chegada do último divo de Hollywood, nos dez dias da Mostra de Cinema de Veneza, o lido oferece o melhor de si. E parece que todo estivesse reunido hoje, entre o Hotel Des Bains e o Grand Hotel Excelsior. Mas não é assim.

No desenvolvimento do Lido de Veneza, parte da construção dos primeiros estabelecimentos balneários, a partir de 1850, seu máximo auge encontra-se nos anos 1930. Nesse período, chegavam de todas as partes comissões de arquitetos, sobre todo venezianos, para a construção de vilas de verão. A riqueza dos pedidos e a quase absoluta liberdade de projetar num ambiente semidesértico, ofereceram a possibilidade de experimentar no Lido a novidade do tão nomeado “art nouveau”, que na Itália se chamou “Liberty”. Quedaram muitos rasgos destas obras, de arquitetos como Sullam o Torres.

Nosso percurso pode começar partindo da vila Mon Plaisir, localizada na Grande Via, comunmente definida como uns dos prédios mais significativos do estilo liberty na Itália. Depois na Via Lepanto, visitaremos o Hotel Vila Otello e a maravilhosa vila Romanelli. Só para dar alguns exemplos!

Todos os anos, no final de agosto e começo de setembro, as estrelas de cinema chegam a multidão ao Lido, desejosos por conquistar o leão de ouro, o premio que simboliza a cidade da lagoa.

Desde a primeira geração da mostra de cinema mundial, na bienal de 1932, todos os anos chegam muitas pessoas de todas as partes do mundo. É realmente uma experiência formosa, seja pela fascinação que cria a “red carpet” com as estrelas do cinema, pelas numerosas projeções, o pela magia do momento.

A praia do Lido de Veneza tem doze kilómetros de extensão e se pode percorrer dum extremo ao outro. A praia divisa com o mar Adriático, e deve sua fama também as dunas naturais de areia dourada que se conjugam com a transparência da água do mar.

Envolto entre mar e lagoa, o Lido é a praia de Veneza. Uma ilha belíssima, absolutamente única no mundo. A través dos médios marítimos como o “ferry-boat” e o “traghetto” pode-se unir á terra firme com a cidade.

Para começas, tomaremos um aperitivo ou café no grande hotal Excelsior, depois, oxalá, locaremos uma bicicleta para irmos ao aeroporto turistico para assistir os aviões do Jet-Set pousar… Seguiremos o nosso caminho ao velho cemitério israelense, para continuar até a igreja de São Nicolás, de onde parte o cruzeiro IV.

Tempo sugerido: O día inteiro

Medios utilizados: Vaporetto y ómnibus